sexta-feira, 16 de julho de 2010

NUM SE PODE

NUM SE PODE
Importante lenda da cultura de Teresina. Segundo o dito popular, nas ruas de Teresina havia ou há uma figura feminina muito alta, magra, de rosto comprido, com olheiras muito fundas, dando-lhe um aspecto sofredor e fantasmagórico. Essa mulher vaga na madrugada vestindo um longo vestido branco, que de tão longo varre o chão por onde anda. Sempre que encontra algum homem andando pelas escuras e desertas ruas da cidade, pede um cigarro. Quando recebe o cigarro, a criatura começa a aumentar de tamanho que chega a acender o cigarro no lampião do poste. Quem vê aquela cena terrível sai correndo e a criatura fica sorrindo e gritando com uma voz cavernosa: NUM-SE-PODE, NUM-SE-PODE!
Fonte: FMC(Fundação Cultural Monsenhor Chaves)

Título: "Num se pode"
Técnica: Óleo sobre tela
Dimensões: 50x70cm
Ano:2005 

Um comentário:

tiago disse...

olá...gostaria muito de ver essa obra pessoalmente...pois estou trabalhando com a lenda da num-se-pode, ela está em exposição em algum lugar...]

me manda um email...

tyagopan@hotmail.com